16.6 C
Peru
Monday, April 12, 2021

Vacina da AstraZeneca protege contra Covid-19 grave provocada pela variante sul-africana, diz cientista

Must read

Líder de estudo clínico que levou à suspensão do imunizante pela África do Sul afirma que imunizante tem papel importante na redução da curva epidemiológica

Reuters

08/02/2021 – 09:55
/ Atualizado em 08/02/2021 – 09:58

Frasco da vacina Covishield (Astrazeneca/Oxford). Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo
Frasco da vacina Covishield (Astrazeneca/Oxford). Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo

LONDRES — O líder do estudo clínico da vacina AstraZeneca na África do Sul, que levantou riscos do imunizante não proteger contra a variante do coronavírus detectada na África do Sul, disse nessa segunda-feira que o fármaco contra a Covid-19, desenvolvido em parceria com a Universidade de Oxford (Reino Unido), previne oenças graves causadas pela linhagem sul-africana. Os resultados preliminares do trabalho levaram à suspensão do uso do fármaco pelo país africano.

Fila da vacina: Ministério da Saúde já recebeu 45 pedidos para prioridade, de produtores rurais a aeronautas

Shabir Madhi, principal investigador do estudo e reitor da escola de medicina do Universidade de Witwatersrand em Joanesburgo, disse que, quando analisado se a vacina evita doenças graves, o imunizante da AstraZeneca pode ser comparado ao da Johnson & Johnson, que indicou uma eficácia de 66%.

— Ainda há alguma esperança de que a vacina da AstraZeneca possa desempenhar tão bem quanto à da Johnson & Johnson em uma faixa etária diferente quanto a doenças graves — disse Madhi à BBC Radio.

Pandemia: ‘Nunca recebemos tanta informação sem um contrato assinado’, diz vice-presidente da Fiocruz sobre transferência de tecnologia da AstraZeneca

Andrew Pollard, que chefiou os ensaios clínicos da AstraZeneca conduzidos pela Universidade de Oxford no Reino Unido, disse que os resultados eram esperados.

— Esse estudo confirma que a pandemia do coronavírus continuará a encontrar brechas para se disseminar entre a população imunizada, como esperado. Mas, levando em conta os resultados promissores de outros estudos na África do Sul utilizando vetores virais similares, os imunizantes devem continuar aliviando o quadro epidemiológico nos sistemas de saúde pela prevenção contra a forma grave da doença — disse Pollard.

Brasil: ‘Em 2021, protestos com símbolos fortes não precisam de multidão’, diz líder de manifestações contra racismo

Ameaça das mutações

A fórmula da AstraZeneca era uma das principais apostas do continente africano por ser barata e de fácil armazenamento e transporte, ao contrário da vacina desenvolvida pela Pfizer/BioNTech, que precisa ser mantida a -75°C.

A variante da África do Sul, tecnicamente chamada de 20I/501Y.V2 ou B.1.351, já circula em 41 países, inclusive os Estados Unidos.

O estudo conduzido na África do Sul, que levou à suspensão do uso da vacina no país, envolveu 2 mil voluntários com idade média de 31 anos, um universo de voluntários considerado pequeno e com faixa etária restrita para cravar conclusões definitivas sobre a eficácia geral da vacina na proteção contra a Covid-19, em especial no âmbito de hospitalizações ou mortes. Os resultados ainda não foram revisados por pares científicos.

Dos 39 voluntários do estudo da AstraZeneca infectados com a nova variante sul-africana, 19 receberam a vacina, enquanto 20 receberam um placebo, informou Shabir Madhi.

Esses números implicariam em uma taxa de eficácia de cerca de 10% na proteção contra Covid-19 leve e moderada da nova variante. Madhi acrescentou que os dados são muito limitados para serem estatisticamente significativos.

As autoridades de saúde sul-africanas informaram que consideram retomar o uso da vacina AstraZeneca/Oxford no país caso outros estudos mostrem que há proteção contra a forma grave de Covid-19 causada pela nova varianet.

O estudo aumentou as preocupações de que as mutações do vírus possam tornar as vacinas existentes menos eficazes e que elas precisem ser atualizadas para proteger contra novas cepas.

More articles

- Advertisement -

Latest article