18 C
Peru
Wednesday, August 4, 2021

Super Bowl: Por que os Chiefs vão vencer os Buccaneers, de Tom Brady

Must read



Exclusivo para Assinantes

Ninguém ganhou mais Super Bowls que Brady, mas, em um jogo de maior pontuação, Patrick Mahomes tem uma pequena vantagem

Benjamin Hoffman, The New York Times

06/02/2021 – 11:40

Encontro de gigantes: Mahomes e Brady se encontram neste domingo Foto: AFP
Encontro de gigantes: Mahomes e Brady se encontram neste domingo Foto: AFP

Depois de um desempenho quase que mágico na última temporada, quase todo mundo esperava que o Kansas City Chiefs estivesse de volta ao Super Bowl deste ano. Uma aparição do Tampa Bay Buccaneers, saindo de uma temporada de 7 a 9 em 2019, mas com nova vida por causa de um quarterback de 43 anos, veio como uma surpresa. 

A Flórida acabou sendo uma espécie de fonte da juventude para Tom Brady, que seguiu na pós-temporada, definindo um confronto de quarterbacks que algumas pessoas têm classificado como a do Goat (sigla em inglês que remete à expressão “melhor de todos os tempos) contra o Baby Goat (no caso, o jovem Patrick Mahomes). 

Leia também: Madonna? Harry Potter? Churchill? Tom Brady pode ser incomparável

Os quarterbacks não chegaram à final deste domingo só por conta do desempenho deles. Ambos times ficaram no top 10 da NFL de maior pontuação e menor pontuação permitida e, enquanto esse jogo pode ser terminado com maior saldo de pontos, é provável que haja grandes jogadas defensivas ao longo do caminho. 

Aqui está uma prévia de como o jogo deve se desenrolar.   

Quando o Tampa Bay estiver com a bola 

91462165_FILES In this file photo Tom Brady #12 of the Tampa Bay Buccaneers warms up prior to th.jpg 

Não é difícil de entender o porquê Tom Brady quis jogar com os Buccaneers. 

 Depois de se esforçar para conseguir qualquer coisa com um grupo medíocre de wide receivers nas suas últimas temporadas com o New England Patriots, Brady viu inúmeras oportunidades em Mike Evans e Chris Godwin. Mas se Brady apostava alto no novo time, ele não queria se limitar a dois wide receivers com histórico de Pro Bowl (o Jogo das Estrelas da NFL). Então, ele persuadiu o antigo amigo Rob Gronkowski a sair também da aposentadoria.  

Quando a temporada do Tamba Bay começou inconsistente e com algumas lesões, Brady insistiu que o time colocasse o wide receiver Antonio Brown, vendendo o rapaz como alguém cuja produtividade seria capaz de usuperar os problemas. 

Houve momentos brilhantes e frustrantes nos três primeiros quartos da temporada. Mas, depois de uma derrota para o Kansas City na 12º semana, os Buccaneers chegaram na 13ª parecendo um novo time. Nas quatro semanas seguintes, Tampa Bay somou quatro vitórias em quatro jogos e marcava 37 pontos por jogo. 

Tom Brady x Mahomes:Buccaneers vão enfrentar os Chiefs no Super Bowl

Essa marca se manteve na pós-temporada, com os Buccarneers marcando pelo menos 30 pontos ao longo de cada uma das suas três vitórias. Eles têm uma chance de se tornarem neste domingo o primeiro time a ter quatro jogos com média de 30 pontos na mesma pós-temporada. 

 Enquanto o Tampa Bay pode funcionar de forma efetiva atrás de Ronald Jones e Leonard Fournette, cabe a Brady levar a bola ao campo com arremessos curtos e médios para seus quatro apanhadores de passe, contando com eles para ganhar jardas após a recepção. 

Os Chiefs vão continuar com um pass rush (ato de pressionar o quarterback adversário) encabeçado por Chris Jones e depois pelo safety Tyrann Mathieu, um impedidor de corridas e máquina de recuperar bolas. Bashaud Breeland, o principal defensor dos Chiefs em termos de cobertura de passes, estará muito ocupado tentando impedir Evans, Godwin e Brown. 

Muito provavelmente Brady colocará algumas jardas no passe, mas o Kansas City tem uma defesa que “enverga, mas não quebra”. Pode não ser tão intimidador quanto algumas unidades – incluindo o próprio Tampa Bay – mas permitiu as dez menores pontuações nesta temporada. Portanto, embora um jogo de 300 jardas de Brady possa ser esperado, uma continuação da sequência de 30 pontos do Tampa Bay, que é de sete jogos ao todo, é menos provável.

Quando os Chiefs estiverem com a bola

91334794_KANSAS CITY MISSOURI - JANUARY 24 Patrick Mahomes #15 of the Kansas City Chiefs celebra.jpg 

Mahomes não é justo. Ele usa a velocidade para evitar sacks da maneira que Aaron Rodgers faz. Ele faz de jogadas perdidas corridas enormes, como Russel Wilson faz, e pode acertar um passe preciso para um receiver com um movimento do pulso, tal qual Dan Marino costumava fazer. Enquanto tudo se desenrola na corda bamba, com Mahomes frequentemente puxando os defensores para perto antes de lançar a bola, ele quase nunca entra em pânico, mostrando uma precisão em tudo que faz, o que desmente a improvisação aparente. 

 Enquanto é fácil de explicar sua eficiência ao destacar os seus 4.740 passes ou 38 touchdowns nesta temporada, as duas estatísticas mais importantes para Mahomes são, provavelmente, sua taxa de interceptação em 1% e 3,6%. Você pode deixar seus olhos te convencerem de que ele está sendo imprudente, mas você estaria precisamente errado – como tantas defesas. 

O desafio dos Chiefs era garantir que eles colocassem jogadores em torno de Mahomes que pudessem potencializar sua grandeza, e eles têm dois dos melhores: o tight end Travis Kelce e o wide receiver Tyreek Hill. Kelce estabeleceu um recorde de jardas recebidas por um tight end nesta temporada (1.416), e provavelmente teria ultrapassado 1.500 se Kansas City não tivesse descansado seus titulares na 17ª semana. A cada jogada, Hill é uma ameaça de touchdown, com sua velocidade às vezes ofuscando sua efusividade, força e habilidade para fazer pegadas difíceis e quebrar bloqueios.  

A velocidade está por todos os cantos do ataque de Kansas City (Mahomes, Kelce e Hill…) e o novato Clyde Edwards-Helaire adicionou uma ameaça ao jogo já em andamento que ninguém esperava desde quando Damien Williams optou por sair da temporada. 

Considerando a tendência do Kansas City em jogar o seu melhor quando é mais desafiado, esse jogo parece estar a favor dos Chiefs, com a maior ressalva sendo a saúde precária de sua linha ofensiva. Espera-se que o Kansas City fique sem seus dois tackles iniciais e vários guards, deixando com poucos jogadores contra um passe do Tampa Bay, que tem um ataque interno forte nos tackles defensivos (com Vita Vea e Ndamukong Suh), além de Shaquil Barrett e Jason Pierre-Paul. 

Se a linha ofensiva de Kansas City se transformar em uma peneira – uma possibilidade – Mahomes enfrentará muita pressão e sua habilidade de dar um passo atrás para evitar as roubadas de bola será extremamente testada. Isso, teoricamente, poderia levar a um ou dois erros em lançamentos no campo – apesar que depender de Mahomes para cometer erros é uma missão tola. 

Como vai rolar 

Mahomes está em um momento da carreira em que é quase impossível duvidar dele – algo que deve ser familiar para Brady, que já esteve no mesmo auge com o New England. É fácil ver os Buccaneers tendo um bom dia, mas, mesmo com uma vantagem significativa, eles nunca deveriam se sentir seguros, já que os Chiefs ficaram atrás por pelo menos 9 pontos em quatro de seus últimos cinco jogos do playoff – incluindo o Super Bowl do ano passado – e, de algum jeito, venceram. 

Mahomes tem anos de conquistas pela frente antes que sua carreira possa ser comparada com a de Brady, mas parece uma aposta segura que ele fará algo neste domingo que nenhum quarterback faz desde Brady: ganhar Super Bowls consecutivos. 

Aposta de pontuação: Chiefs, 31; Buccaneers, 26

spot_img

More articles

- Advertisement -

Latest article