5.5 C
Peru
Sunday, October 17, 2021

Por que Luis Stuhlberger é uma lenda do mercado financeiro

Must read

Quem é o gestor do mais longevo e bem-sucedido fundo brasileiro da categoria multimercado

Rennan Setti, do Rio de Janeiro, e João Sorima Neto, de São Paulo

19/02/2021 – 07:33

Em algumas corretoras, a demanda para investir no Verde em fevereiro foi tão grande que o tempo para fazer uma reserva esgotou-se em poucos minutos. Foto: Regis Filho / Valor / Agência O Globo
Em algumas corretoras, a demanda para investir no Verde em fevereiro foi tão grande que o tempo para fazer uma reserva esgotou-se em poucos minutos. Foto: Regis Filho / Valor / Agência O Globo

Na manhã do último dia 10 de fevereiro, um minuto e 41 segundos traduziram 24 anos de reputação. Foi o tempo que levou para se esgotarem, no banco Itaú, as reservas de clientes interessados em aplicar, pelo menos, R$ 50 mil no Verde, o maior, mais longevo e bem-sucedido fundo brasileiro da categoria multimercado, aquela que permite ao gestor alocar o dinheiro em diferentes ativos, de ações a juros. Desde 2018, o fundo gerido por Luis Stuhlberger não aceitava dinheiro novo, daí o frenesi visto nas oito corretoras autorizadas a levantar os recursos. Na XP, a procura foi tanta que seus sistemas engasgaram.

Estima-se que o Verde, somando todas as corretoras, tenha captado R$ 4 bilhões. A cifra atesta a trajetória de um fundo que é, ao mesmo tempo, reflexo e ponto fora da curva da história do mercado de investimentos no Brasil. Desde que surgiu, em 1997, o Verde acumula ganhos de 18.728%, mais de oito vezes a taxa de referência desse mercado, o CDI. Quem aplicou R$ 10 mil no Verde quando o fundo foi aberto hoje tem quase R$ 1,9 milhão.

Foi esse desempenho que garantiu a Stuhlberger aura de lenda no mercado financeiro. Suas cartas de gestão e falas à imprensa influenciam dos “sardinhas” recém-chegados à Bolsa ao ministro da vez em Brasília. “Ele é consistente por muitos anos, o que é muito difícil. Seu diferencial é ser um grande generalista, com visão do todo, em um mundo de ‘especialistas’. Sabe diferenciar barulhos de sinais. Com sua experiência, ele não perde energia com detalhes irrelevantes, focando nas grandes tendências de mais longo prazo”, definiu Marcelo Mesquita, sócio da Leblon Equities, que tem patrimônio de R$ 3,5 bilhões.

Quando o Verde nasceu, o segmento de fundos multimercados engatinhava no Brasil. Essa categoria atraía meros R$ 93 bilhões, em valores atuais. Hoje, há mais de R$ 1,4 trilhão investidos em centenas de casas independentes. O problema nos anos 1990, no entanto, não se resumia ao pouco dinheiro disponível. Naquela época, a missão de um gestor de fundo multimercado era ingrata: convencer investidores a tomar risco na tentativa de superar os então juros astronômicos que vigoravam no Brasil.

Leia a reportagem completa, exclusiva para assinantes:

Luis Stuhlberger, o oráculo das finanças

O QUE VOCÊ VAI LER EM ÉPOCA DESTA SEMANA

PERSONAGEM DA SEMANA

DANIEL SILVEIRA

O deputado que incita a violência contra o STF e rasgou a placa em homenagem a Marielle Franco pode ser sacrificado em nome da harmonia entre os Poderes

NOVOS TEMPOS

A DIÁSPORA DA CLASSE A

Famílias mais abastadas deixam as metrópoles brasileiras em busca de uma vida mais tranquila no interior — e aquecem a economia das cidades menores

FUTURO PÓS-COVID

CARIMBO IMUNIDADE

Como funcionará o “passaporte digital” que poderá ser exigido para transitar dentro e fora dos países depois da vacinação

CONCORDAMOS EM DISCORDAR

GONZALO VECINA NETO × CARLOS EDUARDO GOUVÊA

O ex-presidente da Anvisa e o representante de laboratórios divergem sobre a medida provisória que acelera a aprovação de vacinas contra a Covid-19

QUESTÃO DE ATIVOS

O ORÁCULO DAS FINANÇAS

Por que Luis Stuhlberger, gestor do fundo Verde, que acabou de captar cerca de R$ 4 bilhões, é uma lenda viva do mercado brasileiro

6 PERGUNTAS PARA…

ALYSSON MUOTRI

O professor da Universidade da Califórnia em San Diego descreve a experiência de criar em laboratório o tecido cerebral vivo de um homem de Neandertal

NO HAY CULPADOS

COMPETÊNCIA PATENTE

Documentos obtidos por ÉPOCA mostram que investigadores ignoraram provas que podem incriminar militares por chacina no Salgueiro, em 2017

DILEMAS DO GRAMADO

IMPACTO NO CAMPO

Com o futebol se tornando cada vez mais um esporte de alto desempenho, a FIFA começa a rever o protocolo para quando um jogador é atingido na cabeça. A lesão afeta a orientação e pode até levar à demência

CÓDIGOS INTERNOS

A SUPERFÍCIE DA NORMALIDADE

Recebido com sucesso pela crítica europeia e finalista do Prêmio Strega, A estrangeira, de Claudia Durastanti, narra os conflitos de uma mulher nascida em uma família de imigrantes italianos nos Estados Unidos e que carrega pela vida o sentimento de não pertencer a lugar algum

Colunistas

Guilherme Amado

Bolsonaro, o macho ornamental

Monica de Bolle

Auxílio emergencial à deriva

Helio Gurovitz

Os inimigos imaginários do general Villas Bôas

Allan Sieber

Larry Rohter

A saudade de Rodrigo Maia

spot_img

More articles

- Advertisement -

Latest article