11.5 C
Peru
Thursday, October 28, 2021

Naomi Osaka diz estar 'se coçando' para voltar às quadras 

Must read

Nos últimos meses, tenista falou abertamente de problemas com ansiedade e como isso afetou seu desempenho  

Reuters

27/09/2021 – 11:30 / Atualizado em 27/09/2021 – 11:35

Naomi Osaka abandonou o torneio de Roland Garros após vitória na estreia Foto: MARTIN BUREAU / AFP
Naomi Osaka abandonou o torneio de Roland Garros após vitória na estreia Foto: MARTIN BUREAU / AFP

A tetracampeã Naomi Osaka parece estar destinada a retornar ao tênis, após sentir “aquela coceira” para jogar novamente.

Bola de cristal: Ferramenta do GLOBO mostra chances de título, risco de queda e outros dados do seu time

— Sei que vou jogar de novo, provavelmente em breve, porque estou com uma espécie de “coceira”. “Mas não me importaria muito se eu ganhasse ou perdesse. Eu simplesmente teria a alegria de estar de volta à quadra — disse a jogadora, de 23 anos, ao programa “The Shop”, da HBO norte-americana

Simone Biles declarou que preocupações com sua saúde mental a levaram a abandonar a final por equipes na Olimpíada de Tóquio. Foto: MIKE BLAKE / REUTERS
Simone Biles declarou que preocupações com sua saúde mental a levaram a abandonar a final por equipes na Olimpíada de Tóquio. Foto: MIKE BLAKE / REUTERS
A atleta revelou que sofre  períodos de ansiedade e depressão desde a vitória no US Open Foto: TIZIANA FABI / AFP
A atleta revelou que sofre  períodos de ansiedade e depressão desde a vitória no US Open Foto: TIZIANA FABI / AFP
O ex-nadador Michael Phelps revelou, em 2018, que luta contra a depressão e pensou em suicídio depois de Londres-2012 Foto: Pedro Kirilos / Agência O Globo
O ex-nadador Michael Phelps revelou, em 2018, que luta contra a depressão e pensou em suicídio depois de Londres-2012 Foto: Pedro Kirilos / Agência O Globo
O ginasta brasileiro contou em sua autobiografia, lançada em 2019, que sofreu uma crise de depressão profunda após os Jogos de Londres-2012 Foto: Marcelo Carnaval / Agência O Globo
O ginasta brasileiro contou em sua autobiografia, lançada em 2019, que sofreu uma crise de depressão profunda após os Jogos de Londres-2012 Foto: Marcelo Carnaval / Agência O Globo
Antes de ser campeã olímpica, a judoca teve de superar uma crise de depressão após a eliminação nos Jogos de Londres-2012 e as ofensas racistas recebidas nas redes sociais. Foto: Marcelo Theobald / Agência O Globo
Antes de ser campeã olímpica, a judoca teve de superar uma crise de depressão após a eliminação nos Jogos de Londres-2012 e as ofensas racistas recebidas nas redes sociais. Foto: Marcelo Theobald / Agência O Globo
Após poucos meses de contrato, o atacante Nilmar deixou o Santos, há quatro anos, ao se ver acometido por uma crise de depressão. Foto: Ivan Storti / Divulgação
Após poucos meses de contrato, o atacante Nilmar deixou o Santos, há quatro anos, ao se ver acometido por uma crise de depressão. Foto: Ivan Storti / Divulgação
Após quebrar a mão duas vezes e não poder jogar basquete, Kevin Love viveu um período de depressão profunda. Em 2017, ele sofreu um ataque de pânico durante um jogo. Foto: ETHAN MILLER / AFP
Após quebrar a mão duas vezes e não poder jogar basquete, Kevin Love viveu um período de depressão profunda. Em 2017, ele sofreu um ataque de pânico durante um jogo. Foto: ETHAN MILLER / AFP
O jogador do San Antonio Spurs, da NBA, declarou em 2018, num evento, que sofria de depressão Foto: Gregory Shamus / AFP
O jogador do San Antonio Spurs, da NBA, declarou em 2018, num evento, que sofria de depressão Foto: Gregory Shamus / AFP
O tenista australiano Nick Kyrgios, de 25 anos, contou que lutava contra a depressão em meio à corrida do circuito da ATP Foto: Casey Sykes / AFP
O tenista australiano Nick Kyrgios, de 25 anos, contou que lutava contra a depressão em meio à corrida do circuito da ATP Foto: Casey Sykes / AFP
O jogador Adriano Imperador chegou a passar por acompanhamento psicológico para tratar da depressão. Foto: Alexandre Cassiano / Agência O Globo
O jogador Adriano Imperador chegou a passar por acompanhamento psicológico para tratar da depressão. Foto: Alexandre Cassiano / Agência O Globo

No início de setembro, durante o US Open, Osaka disse que faria uma pausa no esporte para se concentrar na saúde mental, depois de sofrer uma derrota no terceiro round para a canadense Leylah Fernandez. 

Recentemente, Naomi também optou por não disputar o BNP Paribas Open, previsto para começar no início de outubro, em Indian Wells, na Califórnia. A ex-número um do mundo tem enfrentado problemas no seu jogo, desde que se retirou do Torneio de Rolando Garros, na França, em maio. Na ocasião, teve um desentendimento com oficiais do Grand Slam em relação às aparições na mídia, que, de acordo com a própria tenista, tiveram um impacto negativo sobre ela. 

Bola de Cristal: Atlético-MG ultrapassa 80% de chances de levar o Brasileiro, e Flamengo vê probabilidade cair para menos de 10%

Atualmente em sétimo no ranking mundial, Osaka explicou que as questões sérias começaram a afetá-la e que ela precisa de uma pausa para se renovar. 

Martín Fernandez:Simone Biles e Naomi Osaka também oferecem lições quando perdem

— Eu costumava amar a competição e ser competitiva. Se eu fosse jogar uma partida longa, quanto mais tempo durasse, mais divertido era para mim. Então eu comecei a sentir, recentemente, quanto mais ficava no jogo, mais estressada ficava. Eu só precisava de uma pausa para entrar em contato comigo mesma.

Previous articleBetssy Chávez sobre Camisea: “Renegociación responsable y de la mano con el sector privado”
Next articleVaquinha solidária arrecada R$ 3 mil para catador que foi zombado por improvisar barraca de lanches
spot_img

More articles

- Advertisement -

Latest article