8 C
Peru
Sunday, April 11, 2021

Na derrota do Botafogo, a semente do futuro em meio à goleada e à melancolia

Must read

Ainda em formação, jovens mostram virtudes, mas time se exibe frágil nos 5 a 2 sofridos diante do Grêmio

Carlos Eduardo Mansur

08/02/2021 – 22:25
/ Atualizado em 08/02/2021 – 22:26

Matheus Nascimento conduz a bola na goleada diante do Grêmio Foto: Vitor Silva / Botafogo
Matheus Nascimento conduz a bola na goleada diante do Grêmio Foto: Vitor Silva / Botafogo

Se o momento do Botafogo é de pensar em reconstrução, é correto usar um time rejuvenescido na reta final de um Brasileiro em que o rebaixamento já foi decretado. O que não é possível é emitir pareceres sobre o futuro dos jovens num contexto como o atual, em especial diante de resultados como os 5 a 2 impostos ontem pelo Grêmio, no Nilton Santos.

Pode até parecer paradoxal. Mas num cenário tão melancólico, era possível enxergar uma semente do futuro em campo. Por exemplo, Matheus Nascimento. Parece o típico jogador que gosta das imediações da área adversária, com seu jogo todo construído em direção ao gol rival, dono de bom passe em profundidade, chute e infiltração. Tudo isso com 16 anos. Há motivos para observar Sousa, Caio Alexandre, Cesinha, Navarro…

Mas a noite mostrou que é difícil fazer um time só de jovens. Ontem, com 10 titulares de até 23 anos, cinco deles com até 20 anos, o Botafogo foi frágil sem a bola e pouco eficaz nas tantas chances que concluiu. Será preciso uma estrutura mais madura em torno dos jovens.

Foi curioso o encontro de ontem entre dois times que se recusavam a defender. Com uma defesa exposta, o Botafogo via Maicon, Matheus Henrique, Jean Pyerre e Pepê se exibirem. Em 17 minutos, já permitira uma triangulação pelo meio terminar no gol de Alisson e vira Jean Pyerre marcar de falta. Concedera outras chances, mas também criara. Como no lance em que Matheus Nascimento deu para Navarro desperdiçar.

Por falar em imaturidade, ela surgiu no pênalti estabanado de Romildo, convertido por Churín, ou nas chances perdidas diante de Paulo Victor. O placar terminou até parecendo exagerado.

Cesinha criou a jogada do gol de Navarro e um bom cruzamento de Kevin deu a Babi o outro gol alvinegro. Mas antes, Matheus Henrique, num chute de fora da área e numa infiltração diante de Diego Loureiro, decretara a goleada.

More articles

- Advertisement -

Latest article