16.3 C
Peru
Monday, May 17, 2021

É #FAKE que vacina contra Covid-19 é inócua porque ainda é preciso manter distanciamento social e máscara

Must read

Mensagem falsa questiona utilidade da vacina, uma vez que ela não elimina a exigência de cuidados. Especialistas explicam que há vantagens, sim, cada vez maiores à medida em que população é vacinada

Roney Domingos, G1

09/02/2021 – 13:28

É #FAKE que vacina contra Covid-19 é inócua porque ainda é preciso manter distanciamento social e máscara Foto: Reprodução
É #FAKE que vacina contra Covid-19 é inócua porque ainda é preciso manter distanciamento social e máscara Foto: Reprodução

Circula pelas redes sociais uma mensagem que relativiza a importância de tomar a vacina contra a Covid-19 e diz que ela não serve para nada, uma vez que continua sendo exigindo o uso de máscara e pregado o distanciamento social. É #FAKE.

“O período epidêmico que estamos vivendo é muito grave ainda, com uma taxa de transmissão muito alta. As vacinas disponíveis no Brasil, inclusive, são de grande eficiência e se espera que, uma vez alcançada uma grande proporção da população vacinada, nós consigamos impedir ou controlar a transmissão da doença na comunidade”, diz Margareth Dalcolmo, pneumologista da Fiocruz.

“No entanto, enquanto houver mortes pela doença e uma taxa de internação alta – e portanto não podemos considerar isso o controle da epidemia -, nós deveremos manter muito rígidos, digamos assim, os cuidados pessoais e coletivos. E estes implicam em distanciamento nos contatos ainda e uso de máscara. Vamos usar máscaras ainda por muito tempo, eu diria que pelo menos até o ano que vem, com certeza, para frequentar sobretudo lugares públicos. Isso absolutamente nada tem a ver com a eficácia ou eficiência esperada das vacinas e, sim, com a taxa de transmissão ainda presente na comunidade”, complementa.

O médico Drauzio Varella também refuta a informação de que a vacina é inócua: “Máscara e distanciamento continuam medidas necessárias, porque a pessoa vacinada que entrar em contato com o vírus poderá transportá-lo para as outras, embora esteja protegida pela vacina e não fique doente. Ou você acha que ao apertar a mão de alguém infectado, o vírus vai pensar: ‘Não vou passar para a mão desse cara, porque ele está vacinado’?”.

“Estão exigindo que a vacina elimine o vírus. Mas no momento atual ter casos leves já é um sucesso”, afirma o epidemiologista José Cássio de Moraes, da Comissão de Epidemiologia da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) e professor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

“Nenhuma vacina é efetiva 100% e cada um decide se quer atravessar a Marginal Pinheiros pela passarela ou pela pista. Isso vale para qualquer medicamento. A medicina não consegue garantir proteção ou cura para qualquer doença de forma individual. Ela compara as chances de uma medida com outra.”

A mensagem falsa lamenta o fato de que mesmo com a vacina ainda haverá risco de transmissão e infecção, necessidade de distanciamento social e restrições ao comércio.

Moraes deixa claro que tomar a vacina traz muitas vantagens. E destaca alguns pontos:

  • “Um vacinado tem a chance de 80% de ter um quadro leve de Covid-19, ou seja, uma gripezinha”
  • “A vacina desenvolve anticorpos e é por isso que o vacinado tem condições de ter um quadro mais leve”
  • “Como há um correlação de gravidade e carga viral, à medida em que a cobertura aumentar podemos ter indiretamente uma redução da transmissão”
  • “O objetivo primordial da vacina é reduzir formas que exigem atenção médica e aliviar o sistema de saúde que está ou vai ficar super demandado, com risco de falta de leitos e insumos, como, por exemplo, oxigênio”
  • “A vacina da Influenza, aplicada todo ano, tem esse mesmo objetivo: reduzir formas graves”
  • “Essa redução de casos mais graves é um critério importante para definir as fases de distanciamento”
  • “São Paulo está em fase vermelha, mas já esteve em fase amarela. Essas fases permitem o funcionamento de serviços menos essenciais”

More articles

- Advertisement -

Latest article