27.9 C
Peru
Monday, September 27, 2021

Covid-19: fatia da variante Delta cresce 50% em dez dias no Rio, que já tem um a cada quatro pacientes com a cepa

Must read

RIO – Em um período de apenas dez dias, o programa de vigilância genômica da Covid-19, da Secretaria estadual de Saúde (SES), detectou um aumento de mais de 50% no percentual de pacientes com a variante Delta, apontada por especialistas como mais contagiosa, em relação ao total de casos da doença no Rio. No último boletim, divulgado no dia 23 de julho, a Delta respondia por 16,62% dos registros, contra 78,36% da variante Gama. Na análise liberada nesta terça-feira pela pasta, os números passaram para 26,09% e 66,58%, respectivamente.

Covid-19:  Variantes Delta, Alfa, Gamma… entenda quais são as cepas mais contagiosas que circulam no Rio e como elas avançam na cidade

Por esses dados, que ficam sob a tutela da Subsecretaria de Vigilância e Atenção Primária à Saúde (SVAPS), é possível afirmar que, hoje, um a cada quatro casos de Covid-19 no estado já é da Delta. No balanço anterior, a média era de um paciente a cada seis com a variante, considerada mais contagiosa por especialistas. A própria SES, ao divulgar os números mais recentes, afirma que há “tendência de aumento” na circulação da Delta, com grande probabilidade de que ela se torne “a mais frequente, substituindo a variante Gamma”.

População que foi vacinada do lote vencido da vacina AstraZeneca é chamada para refazer primmeira dose Foto: Domingos Peixoto / Agência O Globo - 05/07/2021
População que foi vacinada do lote vencido da vacina AstraZeneca é chamada para refazer primmeira dose Foto: Domingos Peixoto / Agência O Globo – 05/07/2021
Usando máscara do SUS e camisa com a foto do amigo e ator vítima da Covid-19, Paulo Gustavo, a atriz Ingrid Guimarães, 48 anos, foi vacinada no Centro Municipal de Saúde Píndaro de Carvalho Rodrigues, na Gávea, Zona Sul do Rio Foto: Fabio Motta / Prefeitura do Rio - 24/06/2021
Usando máscara do SUS e camisa com a foto do amigo e ator vítima da Covid-19, Paulo Gustavo, a atriz Ingrid Guimarães, 48 anos, foi vacinada no Centro Municipal de Saúde Píndaro de Carvalho Rodrigues, na Gávea, Zona Sul do Rio Foto: Fabio Motta / Prefeitura do Rio – 24/06/2021
Agente de saúde aplica dose da vacina contra a Covid-19 em moradora da Ilha de Paquetá. Projeto
Agente de saúde aplica dose da vacina contra a Covid-19 em moradora da Ilha de Paquetá. Projeto “PaqueTá Vacinada” pretende imunizar toda a população da ilha com a vacina de Oxford/Astrazeneca Foto: Brenno Carvalho / Agência O Globo – 20/06/02021
Chegou a vez do prefeito do Rio Eduardo Paes, que tem 51 anos, receber a vacina contra a Covid-19 , na quadra da Portela, em Oswaldo Cruz. Ele estava acompanhado da Tia Surica e foi vacinado pelo secretário Daniel Soranz Foto: Gabriel de Paiva / Agência O Globo - 17/06/2021
Chegou a vez do prefeito do Rio Eduardo Paes, que tem 51 anos, receber a vacina contra a Covid-19 , na quadra da Portela, em Oswaldo Cruz. Ele estava acompanhado da Tia Surica e foi vacinado pelo secretário Daniel Soranz Foto: Gabriel de Paiva / Agência O Globo – 17/06/2021
Ana Lúcia, de 59 anos, foi uma das primeiras cariocas vacinadas pelo critério de idade, na Clínica da Família da Rua do Bispo, na Tijuca, Zona Norte do Rio Foto: Fabiano Rocha / Agência O Globo - 31/05/2021
Ana Lúcia, de 59 anos, foi uma das primeiras cariocas vacinadas pelo critério de idade, na Clínica da Família da Rua do Bispo, na Tijuca, Zona Norte do Rio Foto: Fabiano Rocha / Agência O Globo – 31/05/2021
Profissional de Educação é vacinada em 09/06/2021 contra Covid-19 em posto do Rio: prefeitura prioriza setor com o objetivo da volta às aulas presenciais Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo
Profissional de Educação é vacinada em 09/06/2021 contra Covid-19 em posto do Rio: prefeitura prioriza setor com o objetivo da volta às aulas presenciais Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo
Funcionária de companhia aérea exibe cartão de vacinação contra Covid-19, no Santos Dumont, Centro do Rio. Trabalhadores de aeroportos e do porto começaram a ser imunizados Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo - 02/06/2021
Funcionária de companhia aérea exibe cartão de vacinação contra Covid-19, no Santos Dumont, Centro do Rio. Trabalhadores de aeroportos e do porto começaram a ser imunizados Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo – 02/06/2021
O secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, aplica a vacina em Antônia Nascimento, primeira da fila na Clínica da Família da Rua do Bispo, no dia em que a prefeitua começa o calendário de vacinação por idade para pessoas de 59 anos para baixo Foto: Fabiano Rocha / Agência O Globo
O secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, aplica a vacina em Antônia Nascimento, primeira da fila na Clínica da Família da Rua do Bispo, no dia em que a prefeitua começa o calendário de vacinação por idade para pessoas de 59 anos para baixo Foto: Fabiano Rocha / Agência O Globo
Jovem em situação de rua acolhido por unidade municipal na Taquara, na Zona Oeste, é aplaudido ao ser vacinado contra Covid-19 Foto: Marcia Foletto em 25/05/2021 / Agência O Globo
Jovem em situação de rua acolhido por unidade municipal na Taquara, na Zona Oeste, é aplaudido ao ser vacinado contra Covid-19 Foto: Marcia Foletto em 25/05/2021 / Agência O Globo
Secretário Municipal de Saúde, Daniel Soranz, aplica vacina da Pfizer na gestante Mariana Leite, 38 anos, no Rio Comprido Foto: Maria Isabel Oliveira / Agência O Globo - 04/05/2021
Secretário Municipal de Saúde, Daniel Soranz, aplica vacina da Pfizer na gestante Mariana Leite, 38 anos, no Rio Comprido Foto: Maria Isabel Oliveira / Agência O Globo – 04/05/2021
A vacina da Pfizer chegou à capital com lote de 46.800 e causou corrida à Clínica da Família Estácio de Sá, no Rio Comprido, Zona Norte, onde o secretário de Saúde participou de uma vacinação simbólica, para marcar a chegada do imunizante vindo dos Estados Unidos Foto: Marcos de Paula / Prefeitura do Rio - 04/05/2021
A vacina da Pfizer chegou à capital com lote de 46.800 e causou corrida à Clínica da Família Estácio de Sá, no Rio Comprido, Zona Norte, onde o secretário de Saúde participou de uma vacinação simbólica, para marcar a chegada do imunizante vindo dos Estados Unidos Foto: Marcos de Paula / Prefeitura do Rio – 04/05/2021
Lucimara Augusto, 61 anos (de boina) e Eulina Gomes, 60 anos aguardam, sentadas no chão, para receber a vacina da Pfizer na Clínica da Família Estácio de Sá, no Rio Comprido, que recebeu apenas 12 frascos para cerimônia simbólica de vacinação, o equivalente a 60 doses Foto: Guito Moreto / Agência O Globo - 04/05/2021
Lucimara Augusto, 61 anos (de boina) e Eulina Gomes, 60 anos aguardam, sentadas no chão, para receber a vacina da Pfizer na Clínica da Família Estácio de Sá, no Rio Comprido, que recebeu apenas 12 frascos para cerimônia simbólica de vacinação, o equivalente a 60 doses Foto: Guito Moreto / Agência O Globo – 04/05/2021
Prefeitura do Rio inclui garis no grupo prioritário e profissionais começam a ser vacinados em abril Foto: Fábio Motta / Prefeitura do Rio - 26/04/2021
Prefeitura do Rio inclui garis no grupo prioritário e profissionais começam a ser vacinados em abril Foto: Fábio Motta / Prefeitura do Rio – 26/04/2021
Secretaria estadual de Saúde realizou entrega de nova remessa de 500 mil vacinas contra a Covid-19, além de medicamentos do chamado
Secretaria estadual de Saúde realizou entrega de nova remessa de 500 mil vacinas contra a Covid-19, além de medicamentos do chamado “kit intubação” em meados de abril Foto: Hermes de Paula / Agência O Globo – 18/04/2021
Municípios fluminenses receberam novos lotes de vacina contra a Covid-19 pelo ar. Helicópteros das forças estaduais são essenciais para logística ágil de transporte para o interior do estado Foto: Antonio Scorza / Agência O Globo
Municípios fluminenses receberam novos lotes de vacina contra a Covid-19 pelo ar. Helicópteros das forças estaduais são essenciais para logística ágil de transporte para o interior do estado Foto: Antonio Scorza / Agência O Globo
Sem necessidade de apresentar comprovante de residência, o primeiro dia de vacinação em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, foi marcado por aglomeração, tumulto e frustração Foto: Fabiano Rocha / Agência O Globo
Sem necessidade de apresentar comprovante de residência, o primeiro dia de vacinação em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, foi marcado por aglomeração, tumulto e frustração Foto: Fabiano Rocha / Agência O Globo
Fila em direção a um posto de vacinação para receber uma dose da vacina contra o coronavírus em Belford Roxo, Baixada Fluminense Foto: Ricardo Moraes / Reuters
Fila em direção a um posto de vacinação para receber uma dose da vacina contra o coronavírus em Belford Roxo, Baixada Fluminense Foto: Ricardo Moraes / Reuters
Fila no drive-thru em Duque de Caxias para receber a vacina da Covid-19 Foto: Fabiano Rocha / Agência O Globo
Fila no drive-thru em Duque de Caxias para receber a vacina da Covid-19 Foto: Fabiano Rocha / Agência O Globo
Mulher recebe vacina CoronaVac contra o novo coronavírus na sede do Cacique de Ramos, um dos blocos carnavalescos mais tradicionais do Rio de Janeiro Foto: Ricardo Moraes / Reuters
Mulher recebe vacina CoronaVac contra o novo coronavírus na sede do Cacique de Ramos, um dos blocos carnavalescos mais tradicionais do Rio de Janeiro Foto: Ricardo Moraes / Reuters
Homem é imunizado contra o novo coronavírus com a vacina CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan, maior produtor de vacinas da América Latina, em um centro de vacinação montado no complexo cultural Cidade das Artes, na Zona Oeste Foto: Mauro Pimentel / AFP
Homem é imunizado contra o novo coronavírus com a vacina CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan, maior produtor de vacinas da América Latina, em um centro de vacinação montado no complexo cultural Cidade das Artes, na Zona Oeste Foto: Mauro Pimentel / AFP
Planetário da Gávea foi o local do primeiro dia de vacinação por distinção de gênero, além da faixa etária, na capital do Rio. O resultado foi uma vacinação tranquila e sem filas Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo
Planetário da Gávea foi o local do primeiro dia de vacinação por distinção de gênero, além da faixa etária, na capital do Rio. O resultado foi uma vacinação tranquila e sem filas Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo
Museu do Amanhã começou a ser usado para aplicar vacina contra a Covid-19 no início de março Foto: Marcos de Paula / Agência O Globo
Museu do Amanhã começou a ser usado para aplicar vacina contra a Covid-19 no início de março Foto: Marcos de Paula / Agência O Globo
Marlene Benedito Falcão, de 79 anos, recebe uma dose da vacina. Ela já teve Covid-19 e ficou internada e entubada por 11 dias Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo
Marlene Benedito Falcão, de 79 anos, recebe uma dose da vacina. Ela já teve Covid-19 e ficou internada e entubada por 11 dias Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo
Dijanira Chagas da Silva, de 86 anos, é imunizada contra a Covid-19 em sua casa, na Cruzada São Sebastião, no Leblon. Equipe Trombeta, da Secretaria Municipal de Saúde, faz a vacinação em casa de idosos com dificuldades de locomoção Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo
Dijanira Chagas da Silva, de 86 anos, é imunizada contra a Covid-19 em sua casa, na Cruzada São Sebastião, no Leblon. Equipe Trombeta, da Secretaria Municipal de Saúde, faz a vacinação em casa de idosos com dificuldades de locomoção Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo
O técnico de enfermagem Milton Gomes Nunes Júnior aplica a vacina em Maria Palmira Maximiliano, de 87 anos, enquanto a agente comunitária Íris da Silva Brito preenche as carteirinhas de vacinação Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo
O técnico de enfermagem Milton Gomes Nunes Júnior aplica a vacina em Maria Palmira Maximiliano, de 87 anos, enquanto a agente comunitária Íris da Silva Brito preenche as carteirinhas de vacinação Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo
Idosa recebe dose da vacina contra a Covid-19, no Museu da República, o Palácio do Catete, na Zona Sul do Rio Foto: Gabriel de Paiva / Agência O Globo
Idosa recebe dose da vacina contra a Covid-19, no Museu da República, o Palácio do Catete, na Zona Sul do Rio Foto: Gabriel de Paiva / Agência O Globo
Cacique indígena Guarani Jurema Nunes, de 39 anos, é vacinado no acampamento da tribo São Mata Verde Bonita, na terra indígena Guarani, na cidade de Maricá Foto: Mauro Pimentel / AFP
Cacique indígena Guarani Jurema Nunes, de 39 anos, é vacinado no acampamento da tribo São Mata Verde Bonita, na terra indígena Guarani, na cidade de Maricá Foto: Mauro Pimentel / AFP
Vacinação no Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, é feita no sistema drive-thru Foto: Gabriel de Paiva em 16-02-2021 / Agência O Globo
Vacinação no Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, é feita no sistema drive-thru Foto: Gabriel de Paiva em 16-02-2021 / Agência O Globo
O cantor e compositor Zeca Pagodinho é imunizado contra a Covid-19 na sexta-feira, dia 19 de abril Foto: Divulgação
O cantor e compositor Zeca Pagodinho é imunizado contra a Covid-19 na sexta-feira, dia 19 de abril Foto: Divulgação
A cantora Alcione, de 73 anos, recebeu a vacina contra Covid-19, no drive-thru do Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio Foto: Reprodução
A cantora Alcione, de 73 anos, recebeu a vacina contra Covid-19, no drive-thru do Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio Foto: Reprodução
O sambista Monarco, de 87 anos, foi um dos primeiros a participar da vacinação no Sambódromo. Integrantes da Velha Guarda das escolas de samba foram os primeiros a receber o imunizante no drive-thru na Avenida Marquês de Sapucaí Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo
O sambista Monarco, de 87 anos, foi um dos primeiros a participar da vacinação no Sambódromo. Integrantes da Velha Guarda das escolas de samba foram os primeiros a receber o imunizante no drive-thru na Avenida Marquês de Sapucaí Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo
Na mesma cerimônia em que esteve Nelson Sargento, o comediante e dublador Orlando Drummond, o inesquecível Seu Peru, da
Na mesma cerimônia em que esteve Nelson Sargento, o comediante e dublador Orlando Drummond, o inesquecível Seu Peru, da “Escolhinha do professor Raimundo”de 101 anos, recebeu sua primeira dose de vacina anti-Covid Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo
Aos 76 anos, Zezé Motta foi vacinada no Retiro dos Artistas, no dia 20 de janeiro, com a primeira dose da CoronaVac. Ela é vice-presidente da instituição e contou que mais de 50 residentes começaram a ser imunizados Foto: Instagram / Reprodução
Aos 76 anos, Zezé Motta foi vacinada no Retiro dos Artistas, no dia 20 de janeiro, com a primeira dose da CoronaVac. Ela é vice-presidente da instituição e contou que mais de 50 residentes começaram a ser imunizados Foto: Instagram / Reprodução
Helicópteros são carregados com doses da vacina CoronaVac, no 12º BPM, em Niterói. PM e Bombeiros passaram fazer a logística da vacina para o interior Foto: Fabiano Rocha / Agência O Globo
Helicópteros são carregados com doses da vacina CoronaVac, no 12º BPM, em Niterói. PM e Bombeiros passaram fazer a logística da vacina para o interior Foto: Fabiano Rocha / Agência O Globo
Dona Maria José, de 101 anos, foi a primeira a receber a dose da CoronaVac em Rio das Flores Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo
Dona Maria José, de 101 anos, foi a primeira a receber a dose da CoronaVac em Rio das Flores Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo
Dulcineia da Silva Lopes, 59 anos, recebe vacina CoronaVac diante da estátua do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro. Ela e Therezinha da Conceição, de 80 anos, foram as primeiras moradoras do Rio a receberem a vacina Foto: Ricardo Moraes / Reuters
Dulcineia da Silva Lopes, 59 anos, recebe vacina CoronaVac diante da estátua do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro. Ela e Therezinha da Conceição, de 80 anos, foram as primeiras moradoras do Rio a receberem a vacina Foto: Ricardo Moraes / Reuters

De acordo com a secretaria, a variante Delta já foi identificada em 38 dos 92 municípios do estado. Na cidade do Rio, ainda segundo a pasta, o percentual de casos da cepa é ainda maior, com presença em 45% das amostras sequenciadas.

Perigo:  Crianças de 0 a 9 anos têm maior tendência de subida nas hospitalizações no RJ desde o início da pandemia

A cada leva de análises tornada pública, a SVAPS tem avaliado pouco menos de 400 casos — foram 379 coletas na penúltima divulgação, todas recolhidas em junho, e 368 na mais recente, divididas entre junho e julho. De acordo com a SES, o estudo é feito por amostragem. “Um dos critérios de escolha das amostras são as que têm maior carga viral, ou seja, de pacientes que podem ter maior gravidade clínica”, explica a pasta.

Covid-19:  Fiocruz alerta sobre tendência de alta na internação de idosos pela primeira vez em quatro meses no Rio

O avanço da Delta é um dos motivos para a pressão que tanto o governador do Rio, Cláudio Castro, quanto o prefeito Eduardo Paes vêm exercendo sobre o Ministério da Saúde a respeito do ritmo de entrega de vacinas. Durante visita do ministro Marcelo Queiroga ao estado nesta terça-feira, Castro tratou do tema durante uma agenda entre os dois.

— Estive com o ministro Queiroga hoje e deixei claro que tenho uma crítica a isso. Os governadores não se mobilizaram quando o Amazonas enfrentou dificuldades? Eu acho que O Rio de Janeiro precisa receber mais doses nesse momento, em que casos da variante Delta são registrados, eu pedi isso. O Rio de Janeiro tem uma fronteira invisível que é o turismo. Não é razoável que o estado esteja sendo prejudicado e ministro ficou de rever essas regras do Plano Nacional de Imunização — afirmou o governador após o encontro.

Formandos celebram no Monumento a Estácio de Sá, no Aterro do Flamengo. Seis meses após o início da vacinação no Rio, cariocas voltam aos poucos a desfrutar dos atrativos da cidade Foto: Gabriel de Paiva / Agência O Globo
Formandos celebram no Monumento a Estácio de Sá, no Aterro do Flamengo. Seis meses após o início da vacinação no Rio, cariocas voltam aos poucos a desfrutar dos atrativos da cidade Foto: Gabriel de Paiva / Agência O Globo
A vida rumo ao normal: roda de capoeira ao ar livre na Praça Nelson Mandela, em Botafogo. Segundo estudo, imunização salvou a vida de quase 6 mil idosos Foto: Guito Moreto / Agência O Globo
A vida rumo ao normal: roda de capoeira ao ar livre na Praça Nelson Mandela, em Botafogo. Segundo estudo, imunização salvou a vida de quase 6 mil idosos Foto: Guito Moreto / Agência O Globo
Sextou! Samba da Rua do Ouvidor. Comércios veem novamente a casa cheia à medida que avança a imunização na capital Foto: Guito Moreto / Agência O Globo
Sextou! Samba da Rua do Ouvidor. Comércios veem novamente a casa cheia à medida que avança a imunização na capital Foto: Guito Moreto / Agência O Globo
Volta à rotina. Já vacinados, os idosos do Retiro dos Artistas se reúnem para tocar e cantar nos fins de tarde Foto: Domingos Peixoto / Agência O Globo
Volta à rotina. Já vacinados, os idosos do Retiro dos Artistas se reúnem para tocar e cantar nos fins de tarde Foto: Domingos Peixoto / Agência O Globo
O parque Aterro do Flamengo vem recebendo um grande número de visitantes nos finais de semana para confraternizações e práticas de esportes coletivos Foto: Gabriel de Paiva / Agência O Globo
O parque Aterro do Flamengo vem recebendo um grande número de visitantes nos finais de semana para confraternizações e práticas de esportes coletivos Foto: Gabriel de Paiva / Agência O Globo
Aterro do Flamengo, um dos cartões postais do Rio. Numa breve caminhada é possível ouvir o som do quique da bola de basquete e do gol sendo comemorado em uma das quadras abertas da região Foto: Gabriel de Paiva / Agência O Globo
Aterro do Flamengo, um dos cartões postais do Rio. Numa breve caminhada é possível ouvir o som do quique da bola de basquete e do gol sendo comemorado em uma das quadras abertas da região Foto: Gabriel de Paiva / Agência O Globo
Parque do Aterro do Flamengo. Famílias voltaram a ocupar o espaço Foto: Gabriel de Paiva / Agência O Globo
Parque do Aterro do Flamengo. Famílias voltaram a ocupar o espaço Foto: Gabriel de Paiva / Agência O Globo
Samba do Trabalhador, no clube Renascença, Andaraí, também foi retomado Foto: Roberto Moreyra / Agência O Globo
Samba do Trabalhador, no clube Renascença, Andaraí, também foi retomado Foto: Roberto Moreyra / Agência O Globo
Músicos cantam para uma plateia no Samba do Trabalhador, no Andaraí Foto: Roberto Moreyra / Agência O Globo
Músicos cantam para uma plateia no Samba do Trabalhador, no Andaraí Foto: Roberto Moreyra / Agência O Globo
Samba da Trabalhador mudou a forma com que recebe o público: um terço da capacidade do local Foto: Roberto Moreyra / Agência O Globo
Samba da Trabalhador mudou a forma com que recebe o público: um terço da capacidade do local Foto: Roberto Moreyra / Agência O Globo

A visita de Queiroga também teve direito a saia justa com o secretário municipal de Saúde da capital, Daniel Soranz. Enquanto o ministro, que é médico, ia até o Complexo da Maré, onde chegou a aplicar doses do imunizante em dois moradores, Soranz, postou uma mensagem no Twitter, no início da tarde, em que cobrava a entrega de novas remessas de vacinas.

Confira as datas:  Rio imuniza jovens de 15 a 18 anos até o fim de agosto

“Precisamos da distribuição das vacinas em estoque o mais rápido possível! Estamos em pleno inverno com nova variante circulando! Nada pode ser mais urgente que esta distribuição! Hoje são 12,9 milhões de doses”, escreveu Soranz, marcando o perfil do Ministério da Saúde e incluindo a imagem de um calendário que prevê a chegada ao Rio de doses da Pfizer em 12 levas entre esta terça-feira e o dia 22 de agosto. A mensagem foi compartilhada pelo prefeito Eduardo Paes, que acrescentou apenas a hashtag #boradistribuir.

Exigência:  Cariocas terão que apresentar comprovante de vacinação para frequentar locais fechados como boates ou estádios

Queiroga, por sua vez, afirmou, em entrevista coletiva na Maré, que o ministério “não tem estoque de doses”. Segundo ele, o Departamento de Logística da pasta libera os imunizantes recebidos para estados e municípios assim que são cumpridos alguns trâmites burocráticos obrigatórios, como a autorização pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

— Nossa campanha vai muito bem. Todas as narrativas que querem desqualificar a campanha nacional de imunização estão dando com a cabeça na parede — assegurou Marcelo Queiroga, que chegou a dizer que, se o secretário municipal de Saúde do Rio tiver sugestões para melhorar o processo de distribuição, pode fazer um telefonema, já que tem o número do ministro: — Queremos que as doses sejam distribuídas com celeridade, mas isso não quer dizer que toda dose que chegar nos aeroportos de Guarulhos e Viracopos vai ser imediatamente dispensada para estados e municípios. Precisa de autorização da Anvisa, precisa de autorização do INCQS (o Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde). O secretário Daniel Soranz sabe disso, não é?

Previous articleE agora, Brasil?: No pós-pandemia, qualificação e informalidade são os desafios para retomar o emprego
Next articleDolarToday: precio del dólar este miércoles 4 de agosto del 2021 en Venezuela
spot_img

More articles

- Advertisement -

Latest article