Home Latin America Brasil Conta de luz: beneficiários da tarifa social de energia terão bandeira tarifária...

Conta de luz: beneficiários da tarifa social de energia terão bandeira tarifária verde em dezembro

0
conta-de-luz:-beneficiarios-da-tarifa-social-de-energia-terao-bandeira-tarifaria-verde-em-dezembro

Demais clientes continuam com bandeira da Escassez Hídrica

Manoel Ventura

26/11/2021 – 21:25 / Atualizado em 26/11/2021 – 21:26

Beneficiários da tarifa social de energia terão bandeira tarifária verde em dezembro Foto: Brenno Carvalho / Agência O Globo

BRASÍLIA — A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nesta sexta-feira a bandeira tarifária verde no mês de dezembro para os consumidores que recebem o benefício da Tarifa Social de Energia Elétrica. Com essa bandeira, que indica condições favoráveis de geração de energia, não há acréscimos na tarifa.

A bandeira tarifária é um adicional cobrado nas contas de luz para compensar os custos extras decorrentes da geração de energia por meio de usinas termelétricas. A bandeira ficará verde por conta da previsão de chuvas dentro da média, o que favorece a geração de energia por termelétricas.

Entenda:Em 6 pontos por que a conta de luz ficará mais cara até 2025

Neste momento, a bandeira verde vale apenas para os consumidores com tarifa social, programa que concede descontos a consumidores de baixa renda inscritos em benefícios do governo.

Para economizar, ligue o aparelho apenas quando for dormir e desligue logo ao acordar. Uma opção é usar a função sleep, disponível em alguns modelos. Outro cuidado é manter o ar-condicionado em temperatura adequada. Especialistas recomendam 23ºC. Não é preciso colocar temperatura muito baixa, para não gastar muita energia. Foto: Pixabay
Em uma família com quatro pessoas, o uso do chuveiro elétrico corresponde a cerca de 25% da conta de luz. Para economizar, evite banhos muito longos e dê preferência a usar o chuveiro no modo verão, que economiza até 30% de energia Foto: Pixabay
Quando a porta fica muito tempo aberta, o motor funcionará mais, gastando mais energia. É importante também manter a borracha de vedação da porta da geladeira em bom estado. Ao viajar, uma opção é esvaziar a geladeira e desligá-la da tomada. Foto: Pixabay
A substituição de lâmpadas incandescentes pelas de LED pode gerar uma redução de 75% a 85% no consumo de energia. Além disso, essas lâmpadas duram mais. Em relação às lâmpadas fluorescentes, a economia é de cerca de 40% Foto: Pixabay
Dê preferência a lavar uma grande quantidade de roupas, para economizar água e energia. Evite colocar muito sabão, para não ter de enxaguar duas vezes. Na hora de passar, a melhor opção é juntar roupas e passar uma grande quantidade de uma vez. Desligue o ferro quando for interromper o serviço. Use a temperatura indicada para cada tipo de tecido e comece pelas roupas mais leves. Foto: Pixabay
O uso do ventilador de teto durante 8 horas por dia gera um gasto de apenas R$ 18 por mês. Mesmo assim, é importante evitar deixar o aparelho ligado quando não houver ninguém no cômodo. Na hora de comprar, lembre-se que quanto maior o diâmetro das hélices, maior o consumo de energia. Foto: Pixabay
No caso dos eletrônicos, a recomendação é desligar o televisor e os videogames quando ninguém tiver usando. Retirar os aparelhos da tomada também ajuda a poupar energia. Foto: Arquivo

Para os demais consumidores de energia elétrica, a bandeira vigente no período será a de Escassez Hídrica, no valor de R$ 14,20 a cada 100 kWh consumidos.

Instituída pelo Ministério de Minas e Energia, a bandeira Escassez Hídrica visa a cobrir os custos da geração de energia por usinas térmicas necessárias para garantir o fornecimento durante a crise hídrica.

Energia: Governo prepara socorro de até R$ 15 bi para distribuidoras. Consumidor pagará a conta a longo prazo

A bandeira Escassez Hídrica seguirá em vigor até abril de 2022. 

Exit mobile version