10.9 C
Peru
Thursday, November 11, 2021

Com corrida de drones e batalha de robôs, festival de tecnologia e cultura acontece neste domingo, na Barra da Tijuca

Must read

O evento terá ainda roda de debates, oficinas e exposições interativas na Cidade das Artes

O Globo

07/11/2021 – 16:21 / Atualizado em 07/11/2021 – 16:37

A HackRobot, com três arenas de disputas, é ponto para visitantes que desejarem ver diferentes tipos e formatos de robôs em confronto Foto: Divulgação / Lorena Zschaber e Bernardo Santos
A HackRobot, com três arenas de disputas, é ponto para visitantes que desejarem ver diferentes tipos e formatos de robôs em confronto Foto: Divulgação / Lorena Zschaber e Bernardo Santos

RIO – Que tal curtir uma batalha de robôs ou uma corrida de drones em um festival cultural high-tech neste final de semana? Começou sábado o Hacktudo, um evento que une tecnologia e arte em um só lugar. Desta vez, a quinta edição do evento, que vai até este domingo às 23h, acontece na Cidade das Artes, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. Somente no sábado, 7,5 mil pessoas compareceram ao evento. Neste domingo, a previsão é de mais 7 mil.

Posso entrar?‘Passaporte da vacina’ no Rio: confira os locais onde é exigido o certificado

No espaço, pessoas de todas as idades podem ter acesso, além das disputas com robôs e drones, a exposições do duo de artistas audiovisuais VJ Suave, que traz a realidade virtual e um cinema expandido, e a exposição de cultura maker dos artistas Jota Azevedo, Henrique Ventura, Marcio Nehrebecki e Mau Maker, ambas na área HackLab. Há também no evento uma roda de conversas com profissionais renomados para discutir inteligência artificial, indústria 4.0, economia circular e outros temas, tudo na área HackConference.

O Hacktudo é uma continuação de um hackathon, uma maratona entre entusiastas pela tecnologia, que aconteceu, virtualmente, entre os dias 15 e 24 de outubro. Na ocasião, uma competição high-tech dividiu um valor de R$ 70 mil aos três ganhadores da disputa. O público acompanhou por lives no YouTube, a abertura, o anúncio de pitching e os anúncios dos finalistas e dos vencedores. O objetivo foi unir inventividade e diversão para contribuir com a sociedade.

Eventos retornam: Após mais de um ano fechadas, casas noturnas e boates têm alta procura no Rio

Torcida para as competições

Como uma disputa esportiva, todos os espaços de competições têm arquibancada para os torcedores. Na corrida de drone há uma arquibancada para 70 pessoas. No espaço, os 16 participantes do HackDrones, a corrida de drones, disputarão R$ 10 mil em prêmios. A inscrição para os competidores aconteceu virtualmente, e a curadoria para os participantes foi realizada pela equipe do evento. Há competidores de nível intermediário que variam de 11 anos até 50. Na corrida, os participantes deverão passar com os drones pelos obstáculos criados no percurso das baterias, que acontecem a cada 30 minutos.

– Estamos muito felizes em retornar com um formato híbrido para o nosso público. Parte do nosso evento funciona muito bem de forma virtual, como é o caso dos Hackathons e as oficinas do HackLab. Mas nada substitui a emoção de estarmos juntos ao vivo, torcer para o seu robô preferido – diz Miguel Colker, diretor e um dos realizadores do festival.

Casos de polícia: Milicianos rivais trocam tiros no Rio e na Baixada Fluminense; polícia apreende fuzis, pistolas e roupas camufladas

No confronto entre os robôs criados pelos próprios participantes, os visitantes poderão se dividir em três arenas de competição. Ao total, mais 233 pessoas poderão ver as competições por baterias. Na primeira, com espaço para 65 pessoas a cada 30 minutos de bateria, robôs pro, de 6,8 quilos, e robôs mini, com 3,4 quilos disputarão entre si. Nas outras duas arenas, com 84 lugares, os robôs são mais leves, como a arena para criações de 150g e outra para robôs de 1,36 quilos.

Todos os visitantes poderão participar desta parte do evento gratuitamente, basta apenas reservar o lugar no site do evento: www.hacktudo.com.br.

Uma viagem para o futuro

Nas rodas de conversa, voltada para todas as idades e perfis, será possível acompanhar debates sobre foodtechs, mobilidade urbana, sustentabilidade e outros. Entre os palestras, representates de grande multinacionais e do mercado cultural estarão presentes, como Gustavo Martins, editor chefe do canal de comédia Porta dos Fundos.

Veja também:Retorno à escola: educadores usam alto-falante e criam até grupo de detetives para evitar evasão

O evento faz parte da HackConference, e acontece no Teatro de Câmara, dentro da Cidade das Artes. Os ingressos podem ser adquiridos pelo site, e custam R$70 inteira e R$35 meia, por dia. Quem levar algum resíduo eletrônico poderá pagar meia entrada.

Outros espaços também estarão disponíveis gratuitamente, como a oficina de criação de brinquedos óticos, objetos falantes e itens que acende. A duração será de 1h30min, com capacidade para 16 pessoas. Há outras oficinas, promovidas por participantes também das exposições, como o dua VJ Suave. As sessões são de meia hora e atende a oito pessoas por vez, de 18h às 20h e das 21h às 23h.

Confira a programação deste domingo:

  • 10h (Painel): Seus dados dizem tudo sobre você

Convidados: Claudio Barbosa (Kasznar Leonardos)Gustavo Carnaval (M4U), Bruno Souza (Globo), Daniel Scalli (Loft).

  • 11h15 (Talk): Usando dados para salvar vidas

Convidado: Junior Perim (Circo Crescer e Viver).

  • 11h45 (Painel): Viver mais é igual a viver melhor? Como a tecnologia tem interferido na nossa saúde?

Convidados: Bruno Lagoeiro (Pebmed/Afya), Joel Rennó (Memed) e Vander Corteze (Beep Saúde).

  • 12h50 (Painel): Afinal, o que é diversidade além do discurso bonito?

Convidados: Thalita Gelenske (Blend.Edu), Carolina Rocha (Petrobras), Ana Mocny  (Deloitte) e Rafael Silva (Brunel).

  • 15h30 (Painel): NFT: Afinal, o que é arte?

Convidados: Daniel Peres Chor (Tropix) e Toz Viana (Artista).

  • 16h30 (Talk): Vendo piada em tudo – Criação de conteúdos de humor para diferentes janelas

Convidado: Gustavo Martins (Porta dos Fundos).

  • 17h10 (Painel): Trânsito rápido e limpo: utopia ou sonho possível?

Convidados: Chico Costa (Voltz), Gustavo Paschoa (Norsul) e Rafael Tartaroti (Turbo Ipiranga).

  • 18h20 (Talk): Os desafios e avanços da micromobilidade no Brasil

Convidado: Bruno Affonso (LEV).

spot_img

More articles

- Advertisement -

Latest article