-1.7 C
Peru
Friday, November 26, 2021

Ano novo chinês em receitas para dar sorte

Must read



Exclusivo para Assinantes

Na chegada de 4719, ano do boi, veja onde comer pratos como lámen com fios compridos (sinal de vida longa)

Luciana Fróes

12/02/2021 – 00:43

Lamen Hood, especializado em lámen Foto: Rdrigo Azevedo / Divulgação
Lamen Hood, especializado em lámen Foto: Rdrigo Azevedo / Divulgação

Sai o rato, entra o boi. Nesta sexta-feira, 1,4 bilhão de chineses festejam a chegada do ano do “niu”, do boi metal, que corresponde ao ano 4719. É a passagem do ano na China, onde a comida tem papel de destaque na festa. Supersticiosos que são, quase todos os seus pratos e ingredientes representam saúde e fortuna para o novo ano.

Mr. Lam, na Lagoa, incluiu prato novo de carne no menu para celebrar ano do boi Foto: Luiza Moraes / Agência O Globo
Mr. Lam, na Lagoa, incluiu prato novo de carne no menu para celebrar ano do boi Foto: Luiza Moraes / Agência O Globo

Peixe é obrigatório, sinal de fortuna; brócolis, couve-flor e outras verduras com talo são bem-vindas: a haste simboliza florescimento. Já o lámen, quanto mais comprido for o fio do macarrão, melhor: sinal de vida longa. Camarão é felicidade, e os dumplings devem ter formato de meia-lua. Um dos rituais da noite é juntar a família, fazer a massa e moldar os pastéis.

Tiragosto:Aprenda a fazer guioza, o pastelzinho chinês

Receita:Os segredos para preparar um lámen

Ceia como manda o figurino chinês é difícil encontrar por aqui. Nem mesmo no Chon Kou, chinês de raiz da Avenida Atlântica, programou algo especial para a data. No Xian, o ano do boi foi o mote para que o restaurante apostasse em cortes de carnes especiais, como o steak ao sal grosso, que se mantém macio, seja o ponto que for. A pegada oriental vem nos acompanhamentos, como batata com wasabi (R$ 98).

No Mr. Lam, onde a culinária chinesa é bem representada, recebem com pratos atraentes como a sopa de Pequim (R$ 67), mix de cogumelos, gengibre, frango e, neste ano do boi, a casa sugere a carne feita na wok com cebola e pimentões coloridos (R$112).

Outra boa referência de cozinha chinesa, o Kitchen Asian Food reserva alentada parte do cardápio, assinado pelo chef Pierre Landry, para esse tipo de comida. É o caso do pato de Pequim, preparado em baixa temperatura, com casquinha crocante e servido fatiado, para comer com as panquequinhas, com a mão (R$ 179, para duas ou mais pessoas). Para quem curt bao(ou bun), o pãozinho no vapor chinês, o do Kitchen é adorável: costela de porco desfiada com chutney de abacaxi (R$ 33).

Lámen do Sakei RIo Foto: Dante Pires / Divulgação
Lámen do Sakei RIo Foto: Dante Pires / Divulgação

De lámen, outro hit chinês, estamos bem servidos, já que boa parte dos restaurantes japoneses e asiáticos incluem o prato, assim como o onipresente rolinho primavera, 100% made in China. No novo Sakei, no NorteShopping, o chef André Pionteke faz o shoyu lámen com caldo tradicional de carne suína e frango, servido com carne de porco assada, ovo, broto de feijão e nori (R$ 43). E contamos agora até com a Lamen Hood, uma casa especializada no prato. O lámen de barriga de porco vem com cebola tostada, acelga, broto de feijão, caldo de porco e cebolinha (R$ 32,50).

Duas curiosidades. Lámen não se corta jamais, especialmente no dia de hoje. É para comer o fio inteiro ( e alguns tem até 1,5m). Pode dar “ziquizira”. Outra: no lugar de pinheiros, os chineses enfeitam a casa com pequenos pés de laranja ou tangerina, que atraem sorte. Daí, se você hoje participar de um jantar de Ano Novo chinês, leve frutas para os anfitriões. Vai agradar em cheio.

spot_img

More articles

- Advertisement -

Latest article